Por medida de economia, prefeito Francis reduz número de secretários e coordenadores - Abre o Olho

Últimas

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Por medida de economia, prefeito Francis reduz número de secretários e coordenadores

Em nota a Prefeitura Municipal de Cáceres anuncia a redução, segue:

“Haverá também cortes de combustível, telefone, energia e outros insumos que possam contribuir com economia”, anuncia Francis

O prefeito Francis Maris Cruz informou oficialmente na tarde de hoje (07) que deu início a uma reforma administrativa de gestão, promovendo a junção de quatro secretarias de seu Governo, devido à situação financeira por que passa o município, a que classificou de “muito difícil”. Unindo as pastas, serão extintos os cargos de quatro secretários.

As primeiras ações da medida fundem a Secretaria de Esporte com a Secretaria de Assistência Social
e a Secretaria de Agricultura e Desenvolvimento Econômico com a Secretaria de Turismo e Cultura. A Secretaria de Fazenda une-se à Secretaria de Planejamento, enquanto a Secretaria de Administração junta-se à Secretaria de Finanças.

Nas secretarias unidas, permanecem os secretários, Arly Monteiro Rodrigues - Administração e Finanças; Nelci Longui - Fazenda e Planejamento; Eliane Batista - Esporte e Assistência Social; Junior Trindade – Agricultura/Desenvolvimento Econômico e Turismo/Cultura.

Ele informou ainda que a medida de contenção de despesas irá diminuir também o número de coordenadores de algumas secretarias.

Francis justifica as decisões diante da crise financeira que o País atravessa, quando vários estados declararam insolvência financeira, inclusive Mato Grosso, onde o novo governador declarou assumir uma dívida muito grande que ultrapassa a dois bilhões de reais e que deverá tomar muitas medidas ‘amargas’, como atrasar o 13º salário do funcionalismo estadual. “Diante disso tudo, Cáceres também sofre com essa situação nacional, por isso, e infelizmente, temos que cortar na própria carne, com a necessidade de enxugar a máquina administrativa para dar conta dos compromissos com salários e fornecedores, mantendo a Prefeitura em dia com suas obrigações e pagamentos”, salienta o prefeito.

Outra medida anunciada por Francis para conter despesas diz respeito aos gastos operacionais da Administração. “Haverá cortes de combustível, telefone, energia e outros insumos que possam contribuir com economia”, assegura o prefeito, justificando que estas medidas também precisam ser tomadas para que o município não tenha mais dificuldades no futuro.

Sobre o trabalho de cada secretaria e departamento, o prefeito explica que os secretários nas pastas unidas irão acumular as funções de gestão, da mesma forma que coordenadores vão herdar trabalhos de coordenadorias juntadas.

Ao final do anúncio, o prefeito Francis diz ser necessário que todos tenham consciência da grave crise que atinge o país. "Precisamos que todos os servidores se dediquem, redobrando esforços, continuando a prestar serviços de qualidade para que o município continue crescendo”, frisou, fazendo também um pedido à população para que não deixem de pagar os impostos em dia, principalmente os atrasados. “Hoje, a Prefeitura possui mais de 20 milhões de reais em títulos da dívida ativa protestados. Por isso, pedimos aos contribuintes que quitem os débitos para com a Prefeitura, para que continuemos a prestar serviços e obra de qualidade”, encerrou Francis.

Da Assessoria