Juiza cria campanha para arrecadar material escolar - Abre o Olho

Últimas

sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Juiza cria campanha para arrecadar material escolar

A solidariedade e a preocupação em incentivar a permanência dos alunos em sala de aula fizeram com que a juíza da Comarca de São José dos Quatro Marcos (315 km a médio-norte de Cuiabá), Lilian Bartolazzi Bianchini Laurindo, tivesse a ideia de promover uma campanha de arrecadação de material escolar.
 
Caixas com o slogan “Lugar de criança é na escola” serão disponibilizas por duas semanas (de 28 de janeiro a 11 de fevereiro) em três postos de coleta: no Fórum da Comarca, Supermercado Lima e Atacado Marchi. E no dia 12, todo material arrecadado será recolhido para montagem de kits escolares.
 
O material será entregue na primeira semana do ano letivo de 2019 a cerca de 200 crianças, de seis a 11 anos, matriculadas do 1º ao 5º ano, da Escola Estadual 15 de Junho, no Bairro Zeferino I, que atende a comunidade da Cohab Canaã, na periférica, sem esgoto encanado e poucas ruas asfaltadas, em São José dos Quatro Marcos.
 
Considerando que é missão de todos promover a proteção e os interesses das crianças, a magistrada conclama integrantes do Ministério Público, Defensoria Pública, OAB, prefeitura e câmara municipal, Conselho Tutelar, autoridades das Polícias Civil e Militar e toda a população da cidade para aderirem à campanha de arrecadação de material escolar.
 
“O projeto tem dois objetivos principais. O de aproximar o Poder Judiciário das crianças e adolescentes da Comarca e de incentivar a permanência dessas crianças na escola. Muitas delas são carentes e muitas vezes não tem um material adequado para o estudo, mesmo que seja simples, como um caderno bonito, lápis colorido e borracha”, justifica a juíza.
 
A agente da Infância e Juventude da Comarca, Sandra de Lima Longhi, diz que esta será a primeira campanha de arrecadação de material, mas várias outras ações feitas pelo Poder Judiciário que envolvem crianças e adolescentes têm tido boa aceitação da sociedade quatro-marquense. “A comunidade atendida é muito carente e tem muitos casos de pedido de pensão alimentícia e de crianças envolvidas com infrações, e, por isso, vimos necessidade de apoio e aproximação do Judiciário”, diz ao revelar que tem esperança que a campanha seja um sucesso. “Nós, servidores do Fórum vamos colaborar também”, antecipa. “Em outra oportunidade faremos campanhas para outras unidades”.
 
Para a diretora da Escola 15 de Junho, Sirlei de Brito de Oliveira, que trabalha com criança há 27 anos e está em cargo de direção há nove anos, a iniciativa é muito bem-vinda, pois ajuda na autoestima dos alunos. “Muitos chegam com mochila e material, mas têm aqueles que não tem nada e ficam tristinhos e envergonhados”, conta. “Muitas vezes os funcionários das escolas adotam alguns deles, mas não conseguimos atender a todos”.
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação do TJMT